Quais os cuidados não medicamentosos que devemos ter nas horas finais de vida?

Frutos do Workshop internacional de 2019 do EnvelhecercomSaúde.com.br

O que são horas finais de vida?

                As horas finais de vida são aquelas em que estarão presentes de forma acumulada vários sinais indicativos de falências orgânicas no paciente terminal, estas últimas horas podem durar de horas a semanas, podendo chegar ainda a durar até 1 mês e poucas semanas, habitualmente existirão sinais que podem apontar para um tempo mais curto, seguem então orientações dos cuidados não medicamentosos deste momento tão delicado:

  1. Caracterize que existam 2 ou mais sinais  das últimas horas de vida:
  2. Evite estabelecer prazos concretos para os últimos eventos, situe o familiar ao que esperar por períodos de intervalo. Ex se questionado quanto tempo o paciente ainda tem, a depender dos sinais apresentados, poderá responder como por exemplo:  horas a dias(se forem estes os sinas),  dias a semanas, semanas a mês ou meses, evitando sempre números certos de tempo.
  3. Orientar a família quanto ao que esperar nas horas finais de seu ente querido –https://sbgg.org.br/wp-content/uploads/2014/11/quando-um-ente-querido-esta-morrendo.pdf
  4. Estabelecer um ambiente de conforto  o mais natural possível.
  5. Mudar o decúbito a cada 30-40 minutos, pode ser solicitado aos familiares, e a equipe de enfermagem de 2/2h(intercalando).
  6. Orientar os familiares  a realizarem massagens de conforto no corpo e nos pés do seu ente querido.
  7. Passar protetor de lábio de 4/4h.
  8. Usar colírio lubrificante ocular de 4/4h.
  9. Usar colchões especiais, preferencialmente os   de preenchimento aéreo conhecido como ondas do mar.
  10. Mantenha a cavidade oral limpa o máximo possível.
  11. Não force alimentação, oriente pequenas quantidades e maior frequência de oferta se necessário.
  12. Em algumas situações um ventilador voltado para a cama ou até diretamente voltado para a face pode gerar uma sensação bem agradável ao paciente.
  13. Manter a fisioterapia motora diária, a fisioterapia respiratória diária, a fonoterapia 3 x na semana.
  14. Se precisar aspirar o fazer com cuidado para evitar traumas locais.
  15. Analisar e tratar apropriadamente os sintomas de final de vida como: Dispnéia, náusea, vômito, secreções respiratórias, anorexia/caquexia e dor.

Referências:

-Workshop internacional Envelhecer com Saúde /Dr Frank Ferris 25-25012020

https://sbgg.org.br/wp-content/uploads/2014/11/quando-um-ente-querido-esta-morrendo.pdf  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Siga nosso Instagram

Mais Recentes

Mais Visitados ​

Mais Comentados

Contact Us