Mitos em Geriatria: “Venlafaxina não pode ser utilizada no idoso hipertenso”, será?

A Venlafaxina, um antidepressivo  IRSN, não pode ser utilizada em paciente idosos hipertensos, fato ou mito?

-A venlafaxina pode ser usada no tratamento do idoso hipertenso;

-É um fármaco seguro e eficaz no tratamento da HAS em idosos;

-Ao longo do tratamento o efeito sobre a hipertensão, quando ocorre(4,8% dos casos), tende a desaparecer, e é esperado que somente ocorra em níveis de ingestão acima de 300 mg/dia;

-Mais de 1/3 apresentarão redução da pressão devido ao uso da medicação.

Em uma metananálise de 1998, ao avaliar 3744 pacientes, encontrou-se que o efeito da venlafaxina foi altamente dose-dependente.

A incidência de hipertensão sistólica elevada em decorrência do uso da medicação foi estatisticamente e clinicamente significativa apenas em dosagens acima de 300 mg/dia.

0 Hipertensão sustentada (definida como um valor de PA diastólica em repouso ≥90 mmHg mais um aumento ≥10 mmHg acima da diastólica basal PA por pelo menos 3 visitas clínicas consecutivas) foi observada em 4,8% dos pacientes tratados com venlafaxina. A maioria da elevação da pressão ocorreu entre 10-15mmhg para a pressão sistólica.

A venlafaxina não afetou adversamente o controle da pressão arterial sistólica em pacientes com pressão arterial elevada preexistente ou valores basais elevados.

Este mesmo efeito desapareceu ao longo do tratamento.Houve alterações na pressão diastólica, que foram permanentes no tratamento da HAS, mas não afetaram de forma a impedir o uso da medicação.

Apesar de não ter um contraindicação absoluta quanto ao uso da venlafaxina na HAS em pacientes idosos, é prudente evitar seu uso em cardiopatas com história de derrame cerebral e em pacientes hipertensos de difícil controle.

A preocupação com os efeitos na pressão arterial não deve impedir o uso de primeira linha desse antidepressivo eficaz no idoso hipertenso.

Curiosamente, mais de um terço dos pacientes hipertensos também apresentaram redução espontânea na pressão arterial durante o tratamento continuado com venlafaxina.

Referências

  1. Thase ME. Effects of venlafaxine on blood pressure: a meta-analysis of original data from 3744 depressed patients. J Clin Psychiatry. 1998;59:502-508.
  2. Effexor XR (venlafaxine HCl) package insert. Philadelphia, PA: Wyeth Pharmaceuticals; February 2008.
  3. Venlafaxine: a new dimension in antidepressant pharmacotherapy. J Clin Psychiatr. 1993;54:119-126.
  4. Scalco, Andréia Zavaloni et al. Hypertension and depression. Clinics [online]. 2005, v. 60, n. 3 [Accessed 2 April 2022] , pp. 241-250.Epub 09 June 2005.

2 Comments

  1. Kerma Virgem Cortez Barbosa Custódia

    Dr. Eduardo que prazer ter notícias do senhor. Coincidência ou não falei no senhor está semana com Sandra, filha do Sr. Vilar. Forte abraço. Kerma

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Siga nosso Instagram

Mais Recentes

Mais Visitados ​

Mais Comentados

Contact Us