Oito dicas para descontinuar medicação

Suponhamos que você esteja lá no seu ambulatório e receba um paciente idoso, Sr João, de 85 anos.

Sr João mostra-lhe a lista de 13 medicações de que faz uso rotineiramente. 😳😳

Sabemos que a polifarmácia de Sr João, algo tão comum em idosos, aumenta a chance de vários problemas, como efeitos colaterais, interações medicamentosas e aumento do custo. ⚠️⚠️

E agora? O que você deve fazer em relação à polifarmácia de Sr João? 🤔

A cada encontro com o paciente idoso, devemos sempre revisar a lista de medicações e avaliar se existe a possibilidade de fazermos alguma DESPRESCRIÇÃO, ou seja, suspendermos alguma droga.

Ocorre que nem sempre é tão fácil decidirmos qual medicação suspenderemos. Por vezes, o paciente faz uso da chamada polifarmácia racional, em que todos os itens da prescrição são, de fato, essenciais e bem indicados.

Mas, frequentemente, podemos sim acharmos oportunidades para reduzirmos a quantidade de medicações. Muita vezes, o que foi útil e indicado no passado, pode não servir mais no momento atual do idoso.

No POST acima, colocamos algumas sugestões que podem nos ajudar a desprescrevermos medicações nos idosos.

@DanielGomes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Siga nosso Instagram

Mais Recentes

Mais Visitados ​

Mais Comentados

Contact Us